a Seiro Takayama * 15/09/1918 + 17/09/2016

By Marcio Saiki - setembro 20, 2016

Uma homenagem a um fotógrafo imigrante japonês que todos deveriam conhecer. Faleceu sábado dia 19 de setembro de 2016. Gostaria muito de te-lo conhecido pessoalmente, mas não pude, conheci sim seu neto, fotógrafo publicitário Celso Yamashita. Um fato que gostaria de saber como aconteceu foi essa exposição na Espanha no CAAC onde o nome do Sr. Takayama está incluso numa lista de fotógrafos mundialmente conhecidos(http://www.caac.es/prensa/dossiers/dos_flamyfot09.pdf). E a vida deste fotógrafo foi repleta de fatos interessantes, certeza que vale um belo livro.

Nota da folha em 1998 sobre sua exposição:
Takayama exibe japoneses no Brasil
Retratos foram feitos entre 1948 e 1995 
A Casa da Fotografia Fuji traz os retratos de Seiro Takayama feitos entre 1948 e 1995. Radicado no país desde 1935, Takayama dedicou-se ao registro dos japoneses residentes no Brasil, como meio de preservar a sociedade e as suas tradições.Dessa forma, a mostra se detém em retratos de personalidades conhecidas de nossa época. Entre os pintores estão Manabu Mabe, Tomie Ohtake, Takaoka, Fukushima e Yutaka Toyota, e ainda o escritor Massuo Daigo e a cantora Misara Hibari. Seus trabalhos também formam um registro da evolução da fotografia social no país.

Uma reportagem da Central de noticias G1 Globo.com-em 5 de junho de 2008, publicava que:Um dos moradores mais famosos do Ikoi no Sono é o fotógrafo Seiro Takayama. Ele chegou há quatro anos, depois de ficar viúvo. A fotografia é sua grande paixão. Uma história que o acompanha há muitos anos. Desde que embarcou no navio a caminho do Brasil, em 1935. Conta que veio com a família, na esperança de encontrar uma vida melhor. O navio deixou a cidade de Kobe, no Japão, e atravessou oceanos antes de chegar ao porto de Santos. A família seguiu direto para Pereira Barreto, no interior de São Paulo. Já tinham comprado, do Japão, um lote de terra, onde havia plantação de algodão. Seiro se lembra da dificuldade da família de comerciantes em trabalhar com agricultura. Em 1938, venderam o terreno e compraram uma casa da cidade. Foi nesta época que Seiro voltou ao Japão. Tinha feito a promessa de buscar a noiva e aproveitou para estudar fotografia.Depois de formado, voltou ao Brasil com a esposa. Foi morar em São Paulo, onde nasceram seus quatro filhos. Abriu um pequeno estúdio, no bairro da Liberdade onde trabalhou como fotógrafo até se aposentar. Seiro adora lembrar o tempo que passou, mas não deixa de aproveitar o presente. Suas lentes estão sempre prontas para registrar momentos especiais.

foto publicada: Ikoi no Sono


Descanse em paz Seiro Takayama san. Tenho certeza que está num local maravilhoso, cercado pelos amigos e com sua camera fotográfica.

  • Share:

You Might Also Like

0 comentários