Viagem - Outono - Asuke

By Marcio Saiki - novembro 11, 2011

     Quem conhece a vila de Asuke sabe que durante o outono é um dos lugares mais bonitos do Japão para se apreciar e fotografar. A imensa paisagem verde se transforma em tons de vermelho e amarelo garantindo ao bom fotógrafo uma imensa quantidade de tons típicos desta época. 4 mil pés de bordô ajudam na composição com pontes, corredeiras e templos. Em novembro, desde o pôr-do-sol até as 21 horas é feita uma iluminação especial para a época.
     Pensando nisto, estamos organizando uma viagem para aprender mais sobre a fotografia, principalmente a fotografia de paisagem, quem não tem um amigo que fez aquela foto maravilhosa e que nunca mais consegue repeti-la? Pois, pode-se chegar a uma boa foto ao acaso mas dificilmente sem técnica conseguirá fotografar com maestria toda vez que se propuser a tal. Raros são os profissionais que conseguem viver de fotografia de paisagem mas muitos retiram da paisagem suas insipirações para os mais diversos trabalhos.
     Certa vez, um dos melhores fotógrafos de paisagem que já viveu disse: “a fotografia de paisagem é o teste supremo para o fotógrafo e, frequentemente, seu maior desapontamento”. Seu nome era Ansel Adams e tal afirmação parece consistir em dois fundamentos básicos. O que enxergamos é visto sob o posto de vista tridimensional e inundado de outras sensações, senda a transposição para o meio bidimensional um fato difícil. Além disto, podemos estar emocionalmente envolvidos com a visão da paisagem que nos cerca e de certa forma nos distraímos ao fazer a fotografia que tanto gostaríamos que traduzisse essa sensação.
     Então vamos aos pontos principais da nossa viagem:
1- Fotometria Básica e Avançada, novamente vamos falar de fotometria e desta vez utilizaremos todos os recursos disponíveis para identificar a melhor forma de fazê-la, como por exemplo a utilização do cartão cinza 18%.
2- Fotometria e processo digital. Qual o alcance deste processo para nos ajudar a ter melhores fotos. JPEGxRAW, qual utilizar e porque? e muitos vão achar que já sabem a resposta, mas podem se enganar.
3- Equipamento... não, não vamos falar quais as melhores lentes, as melhores cameras etc e tal. É provar que o equipamento é algo que você deve considerar menos na hora de fazer uma boa foto.
4- Filtros e acessórios. Sim, estes itens são importantes para uma boa fotografia. Uma vez ouvi um "fotógrafo" que dizia que não usava mais filtros porque fazia tudo no seu software. Pobre "fotógrafo" continua preso a edição de imagem e perde o prazer da execução do processo.
5- Composição da imagem. Ponto fundamental para a fotografia, a composição é a grande ferramenta de todo bom fotógrafo, seja ele hobista ou profissional de qualquer área.
6- Fotografia Noturna. Graças ao horário e disponibilidade do local, teremos a chance de executar fotos noturnas.


     Como vêem o dia vai ser produtivo e divertido. O custo para viagem é de ¥5,980 para não alunos da EFMS e¥4,200 para alunos, mas se você já foi aluno meu (Marcio Saiki) em Nagoya, Gifu, Osaka, Brasil ou Marte, entre com o valor de aluno da EFMS.
    Dia 19 de Novembro, saída de Nagoya as 8:30 da manhã. Horário programado para início no local as 10 horas até as 18 horas.




Photos: Nippon Kishi







photos: Kuan Hoong
Mais informações: clique aqui

  • Share:

You Might Also Like

2 comentários